9.7.13

FUGA DO BRONX (Enzo G. Castellari, 1983)


Para fechar a trilogia pós-apocalíptica do Castellari, chegou a vez de FUGA DO BRONX, continuação direta de 1990 - OS GUERREIROS DO BRONX. O título é um pouco enganador, deve ter sido bolado só para fazer referência ao clássico do John Carpenter, FUGA DE NOVA YORK, porque na verdade, pelo enredo deste aqui, o título deveria ser algo do tipo “NÃO fujam do Bronx”!

Desta vez, a corporação malvada do primeiro filme resolve expulsar os moradores do Bronx, região sem lei, dominada por gangues, como vimos no episódio anterior. A ideia é esvaziar o local para construir um bairro novo com prédios modernos, e quem não quiser sair por bem... Bom, sai à pontapés mesmo, ou acaba assassinado a sangue frio pelo esquadrão fascista liderado por Wrangler (o sempre genial Henry Silva), contratado para limpar o local usando a força bruta. Castellari antecipou trinta anos o modo de agir da polícia militar brasileira.


Sobra até para os pais do herói de OS GUERREIROS DO BRONX, Trash, novamente encarnado por Mark Gregory, que agora vai revidar com sede de vingança! E seguindo a linha dos outros filmes, o roteiro não avança muito para além disso e o filme se transforma numa batalha exatamente para não fugirem do Bronx. É só ação, ação e ação!  Provável que FUGA DO BRONX seja o filme com mais ação de toda a carreira do Castellari. A quantidade de tiroteios é impressionante e toda situação que o enredo apresenta é desculpa para que a equipe de dublês trabalhe dobrado.

Um bom exemplo é quando decidem sequestrar o presidente da corporação. Não há qualquer tipo de elaboração. O plano é puxar o sujeito pelo colarinho e distribuir chumbo grosso em quem estiver pela frente.



E mesmo o conceito das gangues diferenciadas do filme anterior acaba se perdendo. Todos os grupos agora estão reunidos nos subterrâneos do bairro, liderados por Dablone (Antonio Sabato), na luta contra a tal corporação. E Mark Gregory consegue amadurecer o seu personagem. Trash está mais melancólico, com ar de cavaleiro solitário badass e deixou de lado a calça Jeans apertadinha no rabo... Logo no início do filme há uma cena na qual Trash explode um helicóptero com tiros calibre 38. O sujeito realmente não está para brincadeira!



Aliás, a ação do filme, além da grande quantidade, é toda repleta desse tipo de exagero. Especialmente o gran finale, cuja contagem de corpos é de arrepiar (algumas fontes apontam 174 mortos)! Imaginem o final de DESEJO DE MATAR 3 elevado à décima potência em termos de balas, explosões e violência e terão alguma ideia do que é isso aqui! O estilo Peckinpah de trabalhar o slow motion durante os tiroteios está em toda parte e Castellari é especialista nesse recurso, o que torna a ação ainda mais espetacular! Há também uso de miniaturas toscas sendo explodidas. Dá aquele charme nostálgico oitentista para a produção, que possui, aparentemente, um orçamento melhor para o departamento de pirotecnia e dublês em comparação ao primeiro filme.






O elenco também é outro destaque como sempre. Além de Gregory, Silva, que está realmente sensacional, e Sabato, temos uma excelente participação de Giancarlo Prete, que é o protagonista de THE NEW BARBARIANS, entre outros rostos reconhecíveis do cinema popular italiano, como Romano Puppo (desempenhando o pai de Trash), Paolo Malco, Ennio Girolami e o próprio diretor em uma pequena participação.

Apesar dos outros dois também me agradarem bastante, FUGA DO BRONX é disparado o melhor dos três exemplares futuristas que o velho Castellari realizou nesse belo período do cinema italiano.

8 comentários:

  1. Voltou mesmo em força Ronald \o/ . Estes últimos 3 filmes parecem ser do melhor,vão já para a minha "want list".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim! Ao menos durante as férias pretendo manter o blog bem atualizado!

      Excluir
  2. Filmaço, um dos mais divertidos da carreira do Castellari, e raro caso de continuação melhor que o original. Fica a dica, porém: quem viu esse filme na velha fita lançada no Brasil pela Poletel NÃO VIU O FILME, porque todas as cenas de violência foram cortadas, incluindo a morte de alguns personagens principais (que, pelo menos na versão cortada, SOBREVIVEM NO FINAL, pois somem da história! hahahaha).

    ResponderExcluir
  3. Olá amigo.. Cara esse filme é massa pacas, cheguei a ter o primeiro em vhs... Hj tenho os 2, porém as legendas não estão corretamente sincronizada, mas da pra ver, pois o idioma é espanhol! Sou um admirador do blog bem antes de criar o meu, será que rola uma parceria? Esse é o blog que tomo conta http://possuidoporfilmes.blogspot.com.br/

    Abraços e continue com o excelente trabalho!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu! Claro que rola parceria, e eu já conheço teu blog e ele já estava linkado na minha barra lateral... hehehe!

      Abraço!

      Excluir
  4. Onde posso conseguir o link para fazer download desse clássico.
    desde já grato

    ResponderExcluir
  5. Onde posso conseguir o link para fazer download desse clássico.
    desde já grato

    ResponderExcluir
  6. Cara gostaria de saber se vc tem fuga do bronx 1 e fuga do bronx 2 tem algum tempo que estou procurando esses filmes.
    desde já grato

    ResponderExcluir

MUDANÇA DE CASA

Depois de um feedback por aqui e na página do Dementia¹³ no facebook , resolvi tomar mesmo a decisão de fechar as portas por aqui e me muda...